Veja as novas regras
para declarar o IR

A Receita Federal anunciou algumas mudanças que
poderão representar facilidades para a declaração
do Imposto de Renda (IR) deste ano, que tem como
base o ano de 2021. 

O período de entrega das declarações será entre
7 de março e 31 de maio e os lotes de restituição
terão início em 31 de maio, divididos em cinco grupos
mensais até 30 de setembro. 

Neste ano, estão obrigados a declarar os cidadãos
que tiveram, em 2021, rendimentos tributáveis com
valor acima de R$ 28.559,70. 

Vale lembrar que o auxílio emergencial está entre
os rendimentos tributáveis. Ou seja, se você
recebeu salário e o benefício do governo, terá que
declarar o IR. 

No caso de rendimentos considerados “isentos, não
tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte”,
é obrigado a declarar quem recebeu valor superior a
R$ 40 mil.

Também são obrigados a declarar aqueles que, no
dia 31/12/2021, possuíam propriedade de bens ou
direitos, inclusive terra nua, acima de R$ 300 mil. 

O mesmo vale para pessoas que, na atividade rural,
receberam rendimentos tributáveis com valor acima
de R$ 142.798,50.

O subsecretário de Arrecadação, Cadastros e
Atendimento, Frederico Faber, anunciou algumas
facilidades preparadas para este ano.

“Agora, há um pacote de inovações que simplificam
 o preenchimento da declaração, o pagamento do
imposto e o recebimento da restituição, que são
disponibilizados pela declaração pré-preenchida",
diz. 

A facilidade ocorre por meio da conta Gov.br, uma
identificação que comprova digitalmente a
identidade do cidadão, para dar segurança ao
acesso a serviços digitais. Ela é gratuita.

Com a conta Gov.br praticamente todas informações
em posse da Receita serão importadas diretamente
para a declaração.

Outra facilidade é que o programa do IRPF está mais
integrado. Na prática, você poderá utilizar celular,
computador e internet para declarar seu imposto. 

E tem também novidade relacionada ao pix. Agora,
é possível pagar as cotas do IR e receber a
restituição pelo sistema de pagamentos. Isso
garante mais agilidade e segurança nas transações. 

TEXTO: Agência Brasil
REVISÃO: Ana Mota/Vivian Ortiz
EDIÇÃO: Caroline Duarte 
SUPERVISÃO: Vitor Balciunas 
CRÉDITOS: Tenor, Pixabay, Marcello Casal
Jr/Agência Brasil e Unsplash

CLIQUE AQUI