Dicas de empoderamento
após os 45 anos

Não é incomum ouvir relatos de mulheres
desmotivadas ao passarem dos 45 ou 50 anos.
Algumas chegam até a acreditar que já é tarde
demais para se reinventarem, sonharem e serem
felizes. 

Um bom conselho da psicóloga Leka Oliveira,
colunista da AnaMaria Digital, é lembrar do sábio
ditado popular: “Nunca é tarde para quem tem
vontade”. 

Segundo a especialista, a motivação tem tudo a ver
com um desejo interno de agir e fazer as coisas
acontecerem em todas as áreas da vida - familiar,
profissional, pessoal, amorosa…

Por outro lado, não dá para negar que essa
motivação pode ser afetada por fatores externos.
Alguns deles são: falta de tempo, medos, problemas
financeiros, dificuldade em aprender, entre outros.

Leka destaca sua reinvenção profissional como
exemplo de que é possível fazer descobertas após
os 45. “Meu aprendizado, amadurecimento e os
resultados que começo a ver me deixam muito
feliz!”, diz. 

Ela continua: “Para mim, o importante é me manter
ativa, motivada e disposta a continuar, como aquela
menina que um dia fui e que aprendeu a andar de
bicicleta”. 

Segundo ela, os obstáculos sempre existiram e
continuarão existindo para sempre. O importante é
permitir que nossa motivação continue nos guiando
para os objetivos que temos a concretizar. 

Foi pensando nisso que a psicóloga listou três dicas
para encontrar motivação e empoderamento
independentemente de quantos anos você tem.
Confira!

1. MANTENHA O FOCO EM SEUS OBJETIVOS
A dica é estabelecer um tempo diário para se dedicar
aos seus objetivos. Nesse momento, é fundamental
evitar as distrações - inclusive as redes sociais!

Busque visualizar seus objetivos sendo
concretizados, independentemente das
circunstâncias atuais. E lembre-se: motivação tem
a ver com vontade mais ação. 

Se você não fizer um pouquinho todos os dias, nada
vai mudar, certo? Por isso, não se deixe levar por
desculpas ou justificativas para tirar seu foco do
que busca conquistar. 

2. TENHA RESPONSABILIDADE
A motivação para realizar seus objetivos deve ser
inteiramente sua. É importante ter com quem contar,
mas é você que deve arregaçar as mangas e
batalhar pelo o que quer. 

A disciplina, constância e determinação devem
partir de você e não de algo ou alguém de fora.
Portanto, não deixe as dificuldades e o cansaço te
fazerem desistir.

3. MANTENHA UM DIÁLOGO INTERNO POSITIVO
Essa dica pode ser uma parte muito difícil de manter
devido às crenças que construímos desde a infância
e nos fazem querer desistir do que nos
propusemos. 

Uma forma de lidar com isso é observando nossos
sentimentos e pensamentos que nos levam às
ações! Eles nos incentivam ou nos sabotam?
Sua conversa anterior é positiva ou negativa?

Se estiver absorta em pensamentos difíceis, vale a
pena buscar ajuda de uma psicóloga para que você
possa se resgatar e se sentir mais inteira consigo
mesma. Fica a dica!

TEXTO: Leka Oliveira, colunista de AnaMaria Digital
REVISÃO: Milena Garcia/Vivian Ortiz
EDIÇÃO: Caroline Duarte 
SUPERVISÃO: Vitor Balciunas 
CRÉDITOS: Tenor e Freepik 

CLIQUE AQUI