Como educar os netos da
melhor forma?

A presença dos avós na vida dos netos é
fundamental, especialmente na primeira infância,
quando eles formam inteligência emocional e
aprendem a identificar os próprios sentimentos. 

O vínculo entre eles costuma ser desprendido,
muitas vezes sem necessidade de educar
efetivamente. Mas e quando os avós são
responsáveis por educar os próprios netos, o que
fazer? 

A pedagoga Sara Braga destaca que é fundamental
saber nutrir a inteligência emocional dos pequenos.
“A melhor forma de ensiná-la é pelo exemplo”,
pontua a especialista. 

Para conquistar uma educação bem-sucedida, a
profissional recomenda fortalecer as conexões de
afeto, perdão e diálogo na família. Saiba mais!

‘PAIS SUBSTITUTOS’
“Se é dada aos avós a missão de educar a criança,
ela precisa ser amparada com muito afeto, dando
oportunidades de viver experiências de
pertencimento, conexão e limites”, pontua. 

Um alerta, caso faça parte da rede de apoio dos pais:
só faça o que for permitido. “Acordos e regras devem
ser combinados para que a criança não cresça
insegura e com debilidades emocionais.” 

PAIS X AVÓS
Quando os pais estão presentes, não dá para exigir
determinadas ações dos avós. Nesse caso, é
necessário fazer alguns acordos e estabelecer
limites que visam o bem da criança. 

“Sugiro incluir os avós na vida da criança de forma
concreta, fazendo com que eles se sintam
importantes e, no momento de colocar limites, será
mais fácil estabelecer os combinados'', diz. 

EXPERIÊNCIA
Com a experiência que os avós acumulam, eles
podem oferecer uma visão mais ponderada sobre a
vida e transmitir segurança - o que contribui com a
estabilidade emocional dos netos.

De acordo com Sara Braga, algumas experiências ao
lado dos nossos avós jamais devem ser esquecidas:
afeto, abraços, combinados, escuta, respeito,
gratidão, paciência e tempo de qualidade juntos. 

MOMENTOS IMPORTANTES
Por fim, a presença dos avós também deve ser
estimulada em datas importantes, como formaturas,
festinhas da escola, aniversários, Natal e Páscoa.

Isso contribui para fortalecer os laços e valorizar os
feitos dos pequenos. Dessa forma, os avós ficarão
marcados na memória das crianças - que passam a
ter um carinho ainda mais especial por eles.

TEXTO: Raquel Borges
REVISÃO: Milena Garcia/Vivian Ortiz
EDIÇÃO: Caroline Duarte 
SUPERVISÃO: Vitor Balciunas 
CRÉDITOS: Tenor e Freepik 

CLIQUE AQUI