Arrume sua casa sem
gastar muito; veja como

Com a chegada da vida adulta, o desejo de ter o
próprio lar é um objetivo a ser alcançado.

Planejar um apartamento alinhado ao estilo e às
necessidades de jovens moradores é uma
empreitada e tanto. 

Por mais prazerosa que seja, os desafios ficam por
conta das inúmeras decisões e do orçamento.

Pensando nisso, as arquitetas da Mirá Arquitetura,
Fernanda Hardt e Juliana Rinaldi, listam os requisitos
para realizar um projeto sem gastar muito.

ORÇAMENTO

Com o projeto definido, o próximo passo é articular
a matemática financeira e a perspicácia de
encontrar os melhores materiais e mobiliário. 

O cuidado com o orçamento é fundamental - tenha
sempre uma referência próxima à realidade do
morador.

Assim, além da cotação com fornecedores, sempre
há a possibilidade de promover substituições que
não mudam a essência. 

Por exemplo, o piso de madeira, que costuma custar
mais caro, pode ser substituído pelo porcelanato ou
vinílico. 

REFORMA

A prioridade é começar a obra pela parte pesada,
como a troca do revestimento, demolição,
construção, iluminação, forro, marmoraria e
marcenaria.

Uma resolução ‘três em um’ indicada pelas
profissionais é fazer boas escolhas nas opções de
acabamentos disponibilizadas pelas construtoras.

“Além de já atender o estilo do comprador, deixa de
ser um gasto e um quebra-quebra depois da
entrega das chaves”, aconselha Juliana. 

Para quem está com a verba mais apertada, é
preciso priorizar. “Assim os moradores podem 
retomar o fôlego das finanças para completar a
casa”, orienta Fernanda.

FALANDO EM DECORAÇÃO…

Fernanda e Juliana contam que o segredo é
considerar a filosofia do ‘menos é mais’, adotando
estilos minimalistas para que não se enjoe
facilmente da seleção.

Em relação às cores, a dica é evitar tons vibrantes
logo na primeira morada e investir em cores mais
intensas em uma poltrona, por exemplo. 

TEXTO: Juliana Ribeiro
REVISÃO: Vivian Ortiz
EDIÇÃO: Caroline Duarte 
SUPERVISÃO: Vitor Balciunas 
CRÉDITOS: Tenor e Unsplash

CLIQUE AQUI